EMPRESAS BILIONÁRIAS QUE NÃO DÃO LUCRO | Vale a pena investir?

Se inscreva no canal do PrimoCast: https://bit.ly/3ep8nmw

No vídeo de hoje, vou te mostrar tudo por trás das empresas bilionárias que NÃO DÃO LUCRO!

O DRE (Demonstração de Resultados do Exercício) de uma empresa, divulgado a cada trimestre, costuma ser um indicativo pra avaliar sua saúde financeira.

Mas existem algumas grandes empresas valendo bilhões de dólares que rompem as regras do mercado e registram mais prejuízos do que lucros. Algumas delas:

• Uber
• Pinterest
• Spotify
• Snap (dona do Snapchat)
• Airbnb
• Twitter

Segundo Damodaran, um dos maiores investidores do mundo: “a razão desta inversão no mercado está na valorização que essas empresas têm como potencial de venda no futuro, o que faz muitas pessoas apostarem neste investimento.”

Em 2018, nos EUA, 81% dos IPOs (Oferta Pública de Ações) foram de empresas que não registraram lucros no ano anterior à abertura do capital.

Quando que a ausência de lucro é justificável?
Exemplo do IFood: Ele lucra, porém, dispensa sua receita oferecendo diversos descontos, para investir em sua rápida expansão e ter o maior número de usuários na plataforma.

Exemplo Amazon: Jeff Bezos fundador da Amazon conta que a estratégia é de investir alto para criar sua plataforma de clientes e depois fazer gastos elevados com novas tecnologias para se manter modernizada.
É uma corrida arriscada para atingir o topo, para dominar o mercado, sendo preciso estar continuamente oferecendo incentivos para não perder a base de clientes ou, como no caso da Uber, subsidiando viagens que no final das contas não dão lucro.
Resumindo, o segredo para a Amazon foi o seu resultado de CAC e LTV ao invés do seu lucro no curto prazo.

Como calcular o CAC
CAC = Custo Total de Marketing e Vendas / Número de clientes

Cálculo do CAC da AWS (Amazon Web Service, a plataforma de serviços de computação em nuvem da Amazon)
PS: Esses dados são reais

T3 de 2015, a Amazon alcançou 1M de usuários ativos

T3 2015 – T4 2015 growth: 15.3% = 1.153.000 de usuários ativos
T4 2015 – T4 2016 growth: 47% = 1.694.910 de usuários ativos

1,694,910 de usuários ativos (2016) – 1,153,000 de usuários ativos (2015) = 541,910 novos clientes em 2016
As despesas de marketing nesse período foram de $467.363.700.
Logo, $467.363.700 / 541.910 = $862,44 CAC

O objetivo de uma empresa é reduzir o CAC
CAC reduzido = investimento em processos mais eficientes e ferramentas de vendas, que permitem ganhar escala e maior previsibilidade;

Cálculo do LTV da AWS
LTV = (Receita anual por cliente × relacionamento com o cliente em anos) − Custo de Aquisição do Cliente (CAC)
Receita anual: $ 12.219.000.000
Número de clientes: 1.694.910 clientes
Receita anual por cliente: $ 12.219.000.000/1.694.910 clientes = $7.209,23

(não temos os dados do tempo relacionamento com o cliente em anos)

$ 12.219.000.000 (receita) / 1.694.910 clientes x 6 anos – $ 862,44 CAC = $ 42.392,95 LTV

Aumento do LTV = investimento em práticas de retenção de usuários, criação de um departamento de sucesso do cliente e outras estratégias que reflitam na permanência do consumidor. (+NPS; – CHURN)

Observação
Empresas de tecnologia têm vantagem. Isso porque elas têm opcionalidade:
O que é mais provável, que a Amazon desenvolva um sistema de cobrança e passe a competir com os bancos, ou você acha que a Petrobrás conseguiria fazer isso?
Empresas de tecnologia, além de dados, podem criar novos serviços com muito mais facilidade. O que, de certa forma, diminui o risco do negócio.

Deixe uma resposta