É hora de INVESTIR em Fundos Imobiliários (FIIs) com o ciclo de alta da taxa Selic?!

É hora de INVESTIR em Fundos Imobiliários (FIIs) com o ciclo de alta da taxa Selic?!

Você investe em Fundos Imobiliários, os famosos FIIs?
E você sabia que o aumento da taxa Selic pode influenciar nos preços da cotas dos FIIs?
Pois é, muitos investidores não entendem como isso funciona e acabam por perder dinheiro.
Menos você que vai entender neste vídeo o que fazer com seus FIIs neste cenário.
_______

QUER FAZER SOBRAR DINHEIRO?
💲 Curso: Como fazer sobrar dinheiro: https://andrearaujo.com.br/comofazersobrardinheiro/

MASTERCLASS: O SEGREDO DO DINHEIRO
💲 Assista gratuitamente: https://andrearaujo.com.br/masterclass_cfsd/

PRECISA DE AJUDA PARA INVESTIR?
💬 Fale comigo no direct do Instagram: https://bit.ly/3qeJaxL

RECEBA TUDO EM PRIMEIRA MÃO
📲 Canal do Telegram: https://t.me/investidorsis

CONTEÚDO DISPONÍVEL TAMBÉM EM PODCAST
🔊 Ouça também no Spotify: https://spoti.fi/38G68Il

⚫ QUER UM CONTEÚDO COMPLETO?
Lista de Espera Curso Investidor SIS: https://bit.ly/3i9FMkXX

_____
Os investidores estão sempre comparando diferentes ativos entre si tentando descobrir qual é a melhor relação retorno risco num determinado cenário. E a renda fixa é normalmente usada como padrão de comparação em relação a outros ativos como imóveis, fundos imobiliários e ações justamente porque a RF possui um risco mais baixo.

Daí o que acontece é que quando a taxa de juros cai, a renda fixa como um todo perde atratividade por remunerar menos. Ao mesmo tempo, os outros investimentos de maior risco, como ações ou os próprios Fundos Imobiliários se tornam mais interessantes.

Do contrário o aumento das taxas de juros aumenta a atratividade da renda fixa e pode tornar os investimentos em FIIs, relativamente menos interessantes.

A correlação inversa entre o IFIX e a SELIC, ou principalmente entre o IFIX e as taxas longas de juros, constitui um fator de risco importante para o investidor: ao decidir locar um percentual grande do capital disponível em FIIs, quando os juros estão baixos, a chance de que os fundos se desvalorizem com a alta dos juros é elevada.

Repare que o que importa é a taxa de juros longa e não a taxa Selic.

Mas ai você pode se perguntar: Mas o aumento da taxa curta, a taxa Selic, influencia a taxa longa?

A resposta é Sim, influencia, porém, não determina. O que determina é um conjunto de fatores como o risco fiscal, a inflação, a economia como um todo…

Porque as taxas longas são determinadas pela livre negociação, pela oferta e demanda. Oferta do governo que emite as dividas e disponibiliza no mercado os títulos dessa divida, que são os títulos do tesouro, e a demanda que são os poupadores, investidores e fundos que estão demandando estes títulos.

Então não é simples, uma relação direta, mas é importante entender essa dinâmica para tomar melhores decisões com base nos ciclos econômicos.

Portanto, juros altos tem um efeito duplamente negativo sobre os FIIs. Por um lado, o aumento da aversão ao risco afasta os investidores e causa a desvalorização das cotas. Por outro, os juros altos inibem a atividade econômica, criando uma conjuntura desfavorável para o segmento imobiliário.

Desvalorização do real em relação ao dólar e a inflação dando sinais de descontrole indicam uma elevação dos juros. E a elevação dos juros acaba trazendo quedas nas cotações dos FIIs.

Porém, isso tudo é do ponto de vista macro. É preciso avaliar o micro também, é preciso avaliar os FIIs em si. Se são fundos de papel ou de tijolo, se são fundos bem diversificados, multi imóveis e multi inquilinos, se são bem localizados, se a vacância é baixa, se o gestor é bom, se ele é replicável, se tem um bom histórico de pagamento de proventos, enfim. Tudo isso pode pesar na cotação do fundo, especialmente em se tratando de médio/longo prazo.

O ideal, quando o assunto é investimentos, é sempre bom ter cautela e diversificar o patrimônio, de modo que independente do cenário, você se mantenha protegido e com o patrimônio cada vez maior.

Dito tudo isso, lembre-se que uma carteira de investimentos é construída ao longo da vida, de modo que não precisa ter ansiedade de querer ter tudo agora. Aos poucos, mês após mês, aporte após aporte, você vai se expondo a diferentes classes de ativos, aumentando sua diversificação e aumentando sua segurança, sua paz e seu patrimônio.

———————————————————————————————————-
ATENÇÃO: As publicações deste canal tem caráter exclusivamente educativo. O conteúdo aqui existente não se trata de recomendação, indicação e/ou aconselhamento de investimento, sendo de única e exclusiva responsabilidade do espectador a tomada de decisão e os consequentes riscos.

#fundosimobiliarios
#fii
#taxaselic
#AndreAraujo

Deixe uma resposta